Cola na gente

Cinema

Cientistas descobrem por que as trilhas sonoras dos filmes de terror assustam

Cientistas descobrem por que as trilhas sonoras dos filmes de terror assustam

Você já se perguntou porque as músicas dos filmes de suspense e terror fazem o seu corpo tremer? Cientistas da Universidade da Califórnia resolveram desvendar esse mistério. De Psicose a Tubarão, eles descobriram que os sonoplastas misturam às músicas sons que imitam gritos de animais ou mulheres aterrorizados e sob pressão.

Para o estudo, o professor Daniel Blumsteisn e sua equipe analisaram 102 filmes que fizeram sucesso, desde longas de guerra e drama, até os de terror e aventura. O interesse deles era não somente nas trilhas sonoras, mas também nos efeitos especiais e gritos dos personagens. Além disso, os pesquisadores contaram com a ajuda de um compositor, Peter Kaye, da Universidade de Kingston, em Londres.

A análise desse repertório mostrou que os filmes de terror tinham mais gritos femininos, enquanto os de aventura tinham mais berros masculinos. Nos longas de terror também havia um número maior de mudanças bruscas de sons nas faixas musicais. Por outro lado, os filmes dramáticos apresentavam menos gritos e menos mudanças abruptas no som do que qualquer outro gênero de filmes.

Os pesquisadores concluíram, então, que o uso de sons não-lineares, aqueles que usam notas distorcidas e que são amplificadas à medida que a trama avança, não é por acaso. Eles são usados para elevar o impacto emocional das cenas.

“A não-lineariedade geralmente é produzida quando animais estão sob pressão, como os gritos de medo que eles produzem quando estão sendo atacados por predadores”, afirmou Daniel Blumsteisn. “Nos mamíferos e possivelmente nos pássaros, quando você empurra uma grande quantidade de ar pela laringe você produz sons não-lineares e isso pode ser interpretado como um sinal de medo”, acrescentou o pesquisador.

Fonte: https://veja.abril.com.br/entretenimento/cientistas-descobrem-por-que-as-trilhas-sonoras-dos-filmes-de-terror-assustam/

Cinema

Rumores sobre filme de terror de James Wan e novo ator escalado

O filme de terror super secreto de James Wan (Invocação do Mal), que não faz parte de nenhuma franquia, tem mais um membro confirmado para o elenco.

O ator britânico George Young será um dos papéis principais ao lado de Annabelle Wallis (Annabelle) no possível título ‘Silvercup’, escreveu o site Variety.

James Wan comentou sobre seu próximo filme de terror “original”

Os detalhes do enredo ainda estão ocultos da mídia, alguns rumores dizem que a história vai “acompanhar duas mulheres fugindo de um monstro” Mas James Wan não confirmou nada até o momento. (Não gostamos de rumores, mas é só pra adoçar a matéria da escalação de Young).

Continue Lendo

Cinema

Trailer intenso de ‘O Escândalo’ com Charlize Theron irreconhecível

Que trailer intenso foi esse?! Já merece indicação ao Oscar de 2020 ou não?! Baseado em um caso real de assédio sexual, o filme ‘O Escândalo’ tem Margot Robbie, Nicole Kidman e uma irreconhecível Charlize Theron.

O filme do diretor Jay Roach, vencedor do Emmy, revela o olhar dentro do mais poderoso e controverso império de mídia de todos os tempos; Fox News e a história explosiva das mulheres que derrubaram o infame homem que a criou.

Estrelando Charlize Theron como Megyn Kelly, Nicole Kidman como Gretchen Carlson e Margot Robbie como produtora associada fictícia da rede. John Lithgow assumirá o papel do ex-presidente da Fox News, Roger Ailes, que foi demitido após alegações de assédio sexual de várias mulheres, incluindo Kelly e Carlson. Completando o elenco, estão Allison Janney, Alice Eve, Mark Duplass, Malcolm McDowell, Connie Britton e Kate McKinnon.

‘O Escândalo’ chega aos cinemas dia 30 de janeiro de 2020.

E sobre a Charlize Theron está super diferente galera, calma, não é plástica nem nada do tipo, simplesmente é a magia das maquiagens artísticas que mudaram os traços do rosto dela para ficar ainda mais parecida com Megyn Kelly.

Continue Lendo

Cinema

Caso real que inspirou Stephen King está em ‘IT Capítulo 2’

Esta postagem contém SPOILERS!

O diretor Andy Muschietti fez uma mudança na história de Adrian Mellon (capítulo 2 do livro IT) para que seja mais fiel ao caso real de Howard: “Ele era asmático, então isso tornava as coisas realmente piores. A coisa que estou adicionando na cena é que Adrian também é asmático. Para mim, sempre foi uma parte essencial da história.”

Xavier Dolan que interpreta Adrian e Muschietti são amigos de longa data que tinham esperança de trabalhar juntos. “Quando a ideia aconteceu, o primeiro que eu chamei foi Xavier e ele disse: ‘Sim, vamos fazer isso’”.

Gary Dauberman, roteirista de ‘IT: Capítulo Dois’, disse ao The Hollywood Reporter que Adrian marca “o primeiro ataque na atual Derry e prepara o palco para o que Derry se tornou”.

Analisamos as cenas do novo trailer de ‘IT – Capítulo 2’

Andy também contou sobre a inspiração de Stephen King para escrever esse capítulo. Um caso real que aconteceu no Maine no ano de 1984, o assassinato brutal de Charlie Howard por ser homossexual: “É uma dessas coisas que realmente causou um impacto em Stephen King quando ele estava escrevendo ‘It’. Então, ele decidiu incluir. Claro, os nomes estão trocados, mas a cena aconteceu quase da mesma forma que é descrita no livro, e Charlie morreu submerso na água do canal… Para mim, sempre foi uma cena essencial da história.”

O Capítulo Dois mostra 27 anos depois que o Clube dos Otários lutou contra Pennywise quando crianças. Como adultos – interpretados por James McAvoy (Bill), Jessica Chastain (Beverly), Bill Hader (Richie), Isaiah Mustafa (Mike), James Ransome (Eddie), Jay Ryan (Ben) e Andy Bean (Stanley) – eles devem retornar à sua terra natal quando a Coisa ressurge.

“É a influência de Pennywise, mesmo enquanto ele está hibernando, e é pura maldade o que acontece com Adrian”, disse Dauberman. “Esses valentões trabalhando através de Pennywise foi importante para nós mostrarmos.”

Pennywise estreia seu capítulo final dia 5 de setembro nos cinemas.

Continue Lendo

Assista

Advertisement

Hype do momento