Cientistas descobrem por que as trilhas sonoras dos filmes de terror assustam

Você já se perguntou porque as músicas dos filmes de suspense e terror fazem o seu corpo tremer? Cientistas da Universidade da Califórnia resolveram desvendar esse mistério. De Psicose a Tubarão, eles descobriram que os sonoplastas misturam às músicas sons que imitam gritos de animais ou mulheres aterrorizados e sob pressão.

Para o estudo, o professor Daniel Blumsteisn e sua equipe analisaram 102 filmes que fizeram sucesso, desde longas de guerra e drama, até os de terror e aventura. O interesse deles era não somente nas trilhas sonoras, mas também nos efeitos especiais e gritos dos personagens. Além disso, os pesquisadores contaram com a ajuda de um compositor, Peter Kaye, da Universidade de Kingston, em Londres.

A análise desse repertório mostrou que os filmes de terror tinham mais gritos femininos, enquanto os de aventura tinham mais berros masculinos. Nos longas de terror também havia um número maior de mudanças bruscas de sons nas faixas musicais. Por outro lado, os filmes dramáticos apresentavam menos gritos e menos mudanças abruptas no som do que qualquer outro gênero de filmes.

Os pesquisadores concluíram, então, que o uso de sons não-lineares, aqueles que usam notas distorcidas e que são amplificadas à medida que a trama avança, não é por acaso. Eles são usados para elevar o impacto emocional das cenas.

“A não-lineariedade geralmente é produzida quando animais estão sob pressão, como os gritos de medo que eles produzem quando estão sendo atacados por predadores”, afirmou Daniel Blumsteisn. “Nos mamíferos e possivelmente nos pássaros, quando você empurra uma grande quantidade de ar pela laringe você produz sons não-lineares e isso pode ser interpretado como um sinal de medo”, acrescentou o pesquisador.

Fonte: https://veja.abril.com.br/entretenimento/cientistas-descobrem-por-que-as-trilhas-sonoras-dos-filmes-de-terror-assustam/

Deixe um comentário