Cola na gente

Cinema

Cinema independente mostra que tem força | “Maldita Lembrança” é prova disso

O grupo Hipnóticos Filmes estreou o filme “Maldita Lembrança” recentemente e traz uma produção impecável e independente.

O thriller “Maldita Lembrança” conta a história de Yoko (Leticia Takara) que perdeu a memória há pouco tempo. Sua melhor amiga, Cintia (Mariusa Bregoli), tenta ajudá-la a se lembrar. Acontecimentos estranhos ocorrem na casa durante à noite, causando horror às amigas e a todos que ali entrarem. Yoko tem visões estranhas que martelam em sua mente e lhe dizem que algo habita sua casa além dela e Cintia. Aos poucos, Yoko vai se recuperando, mas o que vem à tona são memórias que jamais deveriam ser lembradas.

O filme conta com diversas cenas de suspense, uma história cheia de mistério, referências a filmes orientais, e a galera do Hipnóticos caprichou na hora de produzir e mostra que o cinema independente tem força para isso.

Os criadores pelo filme nos responderam algumas perguntinhas básicas para matar a curiosidade sobre o projeto.

Como surgiu a ideia de fazer um filme envolvendo a cultura oriental?

A ideia original foi fazer uma mescla cultural, já que o Brasil é um pais miscigenado, e ao mesmo tempo homenagear os filmes de terror que nos influíram nas décadas de 90 e início do ano 2000. O personagem David, por exemplo, é uma referência aos filmes de terror Americano, que empolgaram toda uma geração. A Cintia, é uma homenagem ao Brasil, que recebe de braços abertos todas as influências culturais, ela faz a ponte entre David e a protagonista Yoko. E Yoko, nossa protagonista, é obviamente a nossa grande homenagem aos filmes de terror Japoneses que explodiram no início dos anos 2000, como “O Chamado” e “O Grito”. Essa nossa personagem também é uma grande homenagem a grande comunidade de emigrantes orientais que vive em São Paulo. Ela pega um pouco de cada uma dessas referências que citamos e consegue ser a típica mocinha de filme de terror, aquela que é perseguida durante todo o filme, aquela que foge, se assusta e também toma as rédeas no momento certo pra se tornar a grande heroína da trama. Além disso, queríamos trazer para a Hipnóticos algum filme de espírito vingativo e o japoneses são mestres nisso, então decidimos usar de base a cultura Japonesa.

Onde o filme foi gravado?

Essa é uma excelente pergunta, pois o cenário e a arte em geral foram um grande desafio. A locação foi escolhida a partir de detalhes específicos dos personagens. Yoko nasceu e foi criada no Japão pela mãe, mas seu jeito rebelde e problemas na escola obrigaram a mãe dela a envia-la para o Brasil para viver com a avó materna desde os 14 anos. Hoje Yoko vive sozinha na casa, pois a avó morreu (Há uma foto dela no oratório), portanto a casa tinha que ter as características de um imigrante que mora no Brasil a anos. Móveis e detalhes que tivessem a característica de uma senhora imigrante. Como a avó morreu, a poucos meses, muito do que vemos na casa são coisas da avó e poucas fotos pessoais de Yoko e a amiga. A locação escolhida foi uma casa na zona norte de São Paulo. Com a locação em mãos o desafio da galera da arte foi modificar todo o ambiente, com adereços e iluminação que criassem o ambiente imaginado pelos diretores e como podem conferir no resultado final, a arte fez um trabalho sensacional. Além disso, o filme precisou ser filmado em três locações diferentes, para que no final o espectador pudesse sentir exatamente o que imaginamos para esse filme. As cenas na sala e cozinha, são em uma casa. As cenas no sótão foram feitas no CineColor Digital e as cenas externas é de uma casa de campo.

Quais são os próximos projetos?

O maior desafio da Hipnóticos é abordar gêneros pouco explorados no cinema nacional, estamos tentando fazer algo, realmente, diferente do que vem sendo apresentado no nosso cinema. Então optamos pelo gênero do suspense, terror, mistério e tudo que envolve adrenalina e tensão, que é também nosso gosto pessoal. Estamos com 6 roteiros prontos. Dentre eles 3 curtas, um média, uma web série e mais vários argumentos, inclusive temos história para longa-metragem.

Agora dá um play aí e ajude o cinema brasileiro, principalmente os grupos independentes à crescer mais e produzir mais terror, suspense e nos arrepiar.

Advertisement
Clique para comentar

Cinema

Reboot de “Jovens Bruxas” já tem data de estreia

O reboot da Blumhouse de “Jovens Bruxas” com direção de Zoe Lister-Jones será lançado diretamente nas plataformas digitais em outubro.

No filme original estrelado por Neve Campbell, Fairuza Balk, Robin Tunney e Rachel True, acompanha uma garota transferida para uma escola em Los Angeles, Sarah descobre que seu dom atrai um grupo de três aspirantes a bruxas, que por acaso estão procurando um quarto membro para seus rituais.

A nova versão de “Jovens Bruxas” tem 55% no Rotten Tomatoes dizendo que:
“A magia exagerada do ofício muitas vezes substitui a mensagem feminista na essência da história, mas seu elenco atraente e a perspectiva pós-moderna ainda lançam um feitiço esporádico.”

O reboot estreia no dia 27 de outubro com Cailee Spaeny, Gideon Adlon, Lovie Simone, Zoey Luna, Nicholas Galitzine, David Duchovny e Michelle Monaghan no elenco.

Continue Lendo

Cinema

Atenda o Telefone e Tente Sobreviver em “The Call”

Sabe aquela vibe despretensiosa que os filmes de terror dos anos 90/2000 tem? É essa sensação que senti com o trailer de “The Call” o novo filme de terror dos produtores de “Premonição” com Lin Shaye e Tobin Bell, uma dupla de ícones do terror!

“Quatro Amigos. Um telefonema. 60 segundos para ficar vivo. No outono de 1987, um grupo de amigos de uma pequena cidade deve sobreviver à noite na casa de um casal sinistro depois que um trágico acidente ocorre. Precisando apenas fazer um único telefonema, o pedido parece terrivelmente comum até que eles percebam que essa ligação poderia mudar suas vidas.”

Além de Shaye e Bell temos também Chester Rushing (Stranger Things), Erin Sanders (Big Time Rush) e Judd Lormand (SEAL Team) no elenco. Direção de Timothy Woodward Jr. (The Final Wish) e escrito por Patrick Stibbs.

“The Call” terá seu lançamento no cinema e drive-in dia 2 de outubro do Cinedigm nos EUA.

Continue Lendo

Trilha do Medo no Facebook

As Melhores Trilhas Sonoras de filmes de Terror

Ouça nossa playlist de filmes de terror / séries no Spotify com um montão de trilhas sonoras:

Hype do momento