Cola na gente

Cinema

Assombração com dedos de chave e um passado que condena

Diversas cenas do trailer não estão no corte final, essa mania já ficou bem chata.

Não é novidade que as sequências de filmes de terror estão sem inovações ou novidades e sempre chegam a um ponto em que precisam voltar para o início de tudo, no caso da franquia “Sobrenatural” que arrebentou com os dois primeiros filmes, assassinou uma personagem importantíssima no primeiro longa e super enfraqueceu com o terceiro. O quarto filme “Sobrenatural: A Última Chave” tinha tudo para ser ainda pior, mas ele conseguiu passar como aquele filme em que você não tem nada para fazer durante o dia e decide ligar a televisão e assistir um filme aleatório, e percebe que não foi um tempo perdido e sim um momento pra relaxar um pouco.

O quarto filme se passa em 2010, quando Elise recebe uma ligação de um homem que precisa de sua ajuda, o problema é que ele vive na cidade Five Keys, Novo México, na mesma casa onde Elise cresceu com sua família e foi assombrada por uma entidade poderosa. Ela então precisa juntar todas as suas forças para encerrar de vez este tormento.

Por ser um prólogo entre o terceiro e o primeiro filme a história trás pontos interessantíssimos sobre o passado de Elise, e faz entendermos melhor como e porque ela seguiu com seus dons e também podemos conhecer a família dessa querida personagem. O filme tem boas cenas de sustos, algumas sequências bem instigantes, reviravoltas interessantes, mas é óbvio, peca muito com momentos improváveis e ações de personagens que não fazem um pouco de sentido, como por exemplo alguém próximo está em perigo e você consegue estar super tranquilo, flertar e fazer piadinhas em situações de tensão.

“Sobrenatural: A Última Chave” parece encerrar a franquia, pelo menos para Elise, mas como a indústria funciona na base do dinheiro, quanto mais resultado positivo, mais continuações não tão necessárias chegarão. O filme está em cartaz nos cinemas do Brasil, se você é fã da franquia vale a pena continuar vasculhando e conhecendo mais do universo de Sobrenatural.

Advertisement
Clique para comentar

Cinema

Filme baseado em conto de Edgar Allan Poe ganha trailer misterioso

the-bloodhound-movie-film-horror-mystery-2020-poe-arrow-streaming-1

Uma visita a um amigo rico e recluso leva um jovem a um mundo de medo e desespero em “The Bloodhound”.

O filme é baseado no conto de Edgar Allan Poe “A Queda da Casa de Usher” (The Fall of the House of Usher), e é o primeiro longa do diretor Patrick Picard que também escreveu o roteiro.

Nos papéis principais estão Liam Aiken (Desventuras em Série), Joe Adler (Maze Runner: Correr ou Morrer), Annalise Basso (Ouija: Origem do Mal) e McNally Sagal (Oito Mulheres e um Segredo).

A história acompanha Francis (Liam Aiken) um jovem que vai até a casa isolada de seu rico amigo de infância Jean Paul Luret (Joe Adler), cujo sofre de uma doença misteriosa e não o encontra há 10 anos. Ao chegar, Francis descobre que o amigo e sua irmã gêmea Vivian são os únicos sobreviventes da família Luret, que carrega um legado de depressão e autodestruição. Enquanto os velhos amigos tentam se reconectar, uma série de incidentes inexplicáveis ​​começam a ocorrer dentro da casa, e Francis se vê arrastado para um mundo de medo e desespero, onde um ato de traição pode fornecer sua única saída.

“The Bloodhound” tem data de estreia marcada para o dia 1 de dezembro nos EUA. Por aqui ainda não tem uma data definida.

Continue Lendo

Cinema

Vozes | Filme de Terror Espanhol Estreia na Netflix

vozes-filme-de-terror-sobrenatural-netflix

Hoje (27) estreou na Netflix o terror sobrenatural espanhol “Vozes” (Voces), que marca a estreia do cineasta Ángel Gómez Hernández com seu primeiro longa-metragem.

Clique aqui para assistir ao filme.

“No filme, o casal Daniel e Sara chegam à nova casa com o filho Eric, de 9 anos, onde pretendem começar uma nova vida, sem saber que a propriedade sempre foi conhecida nas redondezas como “a casa das vozes”. O pequeno Eric é o primeiro a perceber que sons estranhos estão escondidos atrás de cada porta e que vozes parecem estar tentando se comunicar com a família.”

O filme foi escrito por Santiago Díaz, e é protagonizado por Rodolfo Sancho, Ana Fernández, Lucas Blas, Ramón Barea, Belén Fabra e Nerea Barros.

Continue Lendo

Trilha do Medo no Facebook

As Melhores Trilhas Sonoras de filmes de Terror

Ouça nossa playlist de filmes de terror / séries no Spotify com um montão de trilhas sonoras:

Hype do momento