Cola na gente

curiosidades

Trailer da nova série ‘A Ordem’ e o retorno de ‘A Maldição da Residência Hill’ na Netflix

A Netflix não para de jeito nenhum. E hoje foi anunciado duas novidades:

Começando pelo trailer da nova série ‘A Ordem’ que vai trazer mais bruxos para fazer companhia para a Sabrina. Seu lançamento será dia 7 de março.

E Mike Flanagan e Macy formalizam parceria de longo prazo sob selo da Intrepid Pictures.

Netflix entra em acordo plurianual com Mike Flanagan e Trevor Macy. Seguindo o sucesso de A Maldição da Residência Hill, Flanagan e Macy irão desenvolver e produzir novas e exclusivas séries para a Netflix, incluindo mais um capítulo da antologia de A Maldição, com uma nova história e novos personagens.

Com este novo acordo, Macy e Flanagan oficializam a prolífica parceria de sete anos, que gerou seis filmes e uma série, sob o selo da Intrepid Pictures. A Intrepid continuará na produção; até agora a parceria resultou em seis filmes, incluindo ‘Jogo Perigoso’, ‘O Espelho’ e ‘Hush: A Morte Ouve’, assim como a primeira série original Netflix de terror, ‘A Maldição da Residência Hill’ – um remake moderno do livro icônico de Shirley Jackson, produzido em conjunto com a Paramount Television e Amblin Entertainment.

“Mike Flanagan e Trevor Macy são mestres em criar histórias autênticas e assustadoras que levam o público a pular da cadeira”, disse Cindy Holland, Vice Presidente de Conteúdo Original da Netflix. “Estamos ansiosos para continuar nossa parceria com eles na franquia de ‘A Maldição’ e outros projetos que ainda estão por vir.”

“A Netflix fez parte de um importante momento de nossa história e temos orgulho de ter trabalhado com eles em ‘A Maldição da Residência Hill’, sem falar em ‘Jogo Perigoso’, ‘Hush: A Morte Ouve’ e ‘O Sono da Morte’”, disseram Flanagan e Macy. “Eles viabilizaram e apoiaram nosso trabalho e, por isso, esperamos por muito mais.”

Na seara de filmes, que não está contemplada neste acordo, Flanagan e Macy estão em pós produção de ‘Doutor Sono’, uma adaptação da obra de Stephen King de 2013 e sequência do aclamado ‘O Iluminado’. O longa é estrelado por Ewan McGregor e Rebecca Ferguson, com estreia mundial prevista para 8 de novembro de 2019, pela Warner Bros. Pictures. Flanagan dirigiu e escreveu a adaptação, enquanto Macy produziu, junto com Jon Berg. Intrepid está também na pós produção de ‘Eli’, com direção de Ciaran Foy e produção de Macy, que será lançado na Netflix globalmente ainda neste ano.

‘A Maldição da Residência Hill’ é um moderno remake do livro icônico de Shirley Jackson, produzido pela Paramount Television e Amblin Television. Depois de seu lançamento em outubro de 2018, a série se tornou sensação entre os internautas, gerando boas críticas e nomeações em premiações como Motion Picture Sound Editors, Writers Guild of America e Art Directors Guild. Além de Flanagan e Macy, a série foi produzida por Meredith Averill e Darryl Frank e Justin Falveyos, Co-presidentes da Amblin Television.

E agora a segunda temporada traz ‘A Maldição da Mansão Bly’ que será baseado nas obras de Henry James, adaptação do livro ‘A Volta do Parafuso’ a história acompanha uma governanta que se muda para a Mansão Bly para cuidar de dois órfãs, mas quanto mais tempo ela passa na mansão mais ela percebe que o lugar é assombrado por fantasmas, e algo lhe diz que as duas crianças estão ligadas. A série volta em 2020 com mais novos episódios.

Cinema

“Coraline fica maior e mais importante a cada ano”, diz criador Neil Gaiman

O estúdio Laika, responsável por “Coraline” do diretor Henry Selick, reuniu o criador da história Neil Gaiman e a atriz Teri Hatcher, que deu voz a mãe de Coraline, para uma retrospectiva do filme.

E Gaiman parecia bastante empolgado ao dizer que “o filme se torna maior e mais importante a cada ano”.

Gaiman disse ao Enterteniment Weekly: “Normalmente, os filmes são lançados e meio que desaparecem. Coraline parece ficar maior e mais importante a cada ano que passa.”

Veja o encontro:

Continue Lendo

Cinema

20 Curiosidades do filme “Pânico”


Wes Craven descobriu a máscara Ghostface enquanto procurava locações na Califórnia. Craven estava andando por uma possível casa de filmagem e, dentro de uma das salas, viu a máscara pendurada na parede. Ele enviou uma foto para a Dimension Films, que disseram a ele para que o departamento de acessórios fizesse uma máscara “semelhante”, pois não possuíam os direitos da máscara que ele encontrou.


Drew Barrymore foi originalmente escalada como Sidney Prescott (eventualmente interpretado por Neve Campbell). Mas Drew insistiu que se ela interpretasse Casey, isso faria o público pensar que qualquer coisa poderia acontecer.


A cena da festa perto do final do filme dura 42 minutos. Foi filmada ao longo de 21 dias desde o momento em que o sol se punha até o momento em que nascia. Ao fim da cena a equipe fez camisetas que diziam “I SURVIVED SCENE 118” (eu sobrevivi à cena 118). O elenco e a equipe à chamaram de “A noite mais longa da história do terror”.


Durante a produção, a túnica preta de Ghostface seria branca, para fazê-lo parecer ainda mais um fantasma. Isso mudou por medo de que as pessoas comparassem o traje com o que a Ku Klux Klan usa.

(Cerca de 01:40) A frase de Stu “Eu sempre tive uma queda por você, Sid!” e a resposta de Sidney “Nos seus sonhos!” foram improvisadas por Matthew Lillard e Neve Campbell.

(Cerca de 00:02) Casey (Drew Barrymore) afirma que todas as sequências de “A Hora do Pesadelo” (1984) “foram péssimas”. Wes Craven vendeu os direitos antes do lançamento do filme que acabou se tornando um sucesso, e não gostou nadinha das sequências de “A Hora do Pesadelo”.



(Cerca de 00:13) No começo do filme, Billy (Skeet Ulrich) sobe pela janela do quarto de Sidney (Neve Campbell), e dá um susto nela, assim como Glen (Johnny Depp) fez com Nancy (Heather Langenkamp) em ‘A Hora do Pesadelo’ (1984).

O ator Skeet Ulrich foi escalado como Billy Loomis em parte por sua semelhança com Johnny Depp, que teve um papel significativo em ‘A Hora do Pesadelo’ (1984).


(Cerca de 00:52) Wes Craven aparece como o zelador, com um chapéu e vestindo um suéter listrado vermelho e verde, como Freddy Krueger. São as mesmas roupas que Robert Englund usou no longa de 1984.

Drew Barrymore e Neve Campbell não conheceram Roger Jackson, o ator que interpretou A Voz, antes do início das filmagens. Sempre que falavam ao telefone com o assassino, estavam falando com ele. De fato, nenhum dos atores o conheceu. Craven pensou que seria melhor provocar algum choque nas reações de todos quando ouvissem aquela voz.


Courteney Cox abordou a produção para conseguir o papel. Ela estava interessada em interpretar uma personagem “bitch” para compensar sua imagem de “boa moça” em ‘Friends’. Essa imagem foi a principal razão pela qual os produtores inicialmente se recusaram a considerar Cox para o papel. Mas ela continuou a pressionar o estúdio, por sentir que poderia interpretar a personagem. Seus esforços foram bem recompensados.

Scream (1996)
Directed by Wes Craven
Shown: Drew Barrymore (as Casey Becker)

Durante as filmagens da cena de abertura, alguém esqueceu de desconectar o telefone que Casey usava para tentar ligar para a polícia. Isso resultou em atendentes do 911 confusos de verdade, ouvindo Drew Barrymore gritando pela vida do outro lado da linha. Todos os telefonemas do assassino foram realmente feitos por Roger Jackson. A certa altura, a equipe foi contatada pela polícia, exigindo saber quem estava ligando, porque achavam que havia um assassino real fazendo as ligações.


Matthew Lillard foi escalado como Stu Macher por acaso, depois de acompanhar sua então namorada a uma audição independente, ocorrendo em outro lugar do mesmo prédio. A diretora de elenco Lisa Beach viu Lillard no corredor e pediu que ele fizesse um teste para o papel. Ele entrou no papel com “incrível ferocidade”.

Essa foi uma rara situação no terror, onde o diretor original dirige todos os filmes da franquia. Isso nunca aconteceu antes.


Wes Craven viu Neve Campbell em ‘O Quinteto’ (1994) e pediu que ela fizesse um teste para o papel. Ele acreditava que ela poderia interpretar uma personagem que era “inocente”, mas que também poderia se comportar realisticamente enquanto lida com o conflito físico e as emoções exigidas pelo papel.

As cenas do ensino médio deveriam ser filmadas na Santa Rosa High School, na Califórnia. No entanto, muito perto da data de filmagem, o conselho escolar leu o roteiro e negou que o filme fosse filmado ali devido à natureza violenta, pois eles tinham a impressão de que o filme era uma comédia e a produção foi transferida para Healdsburg, Califórnia. Em troca, o diretor Wes Craven colocou nos créditos finais abaixo dos “Agradecimentos especiais”, a mensagem: “NENHUM AGRADECIMENTO À QUALQUER COISA AO CONSELHO REGIONAL DE DISTRITO DA ESCOLA DA CIDADE DE SANTA ROSA”.


(Cerca de 00:14) Quando Billy (Skeet Ulrich) entra furtivamente no quarto de Sidney (Neve Campbell), menciona que estava assistindo ‘O Exorcista’ (1973). Linda Blair, que interpretou Regan, a atriz faz uma participação especial neste filme como repórter (cerca de 00:39).

O compositor Marco Beltrami decidiu desconsiderar intencionalmente os estilos convencionais de trilhas sonoras de terror. Ele abordou o filme como um faroeste, tendo influências de Ennio Morricone.

O filme foi lançado em dezembro, cinco dias antes do Natal. O estúdio fez isso porque, durante as festas de fim de ano, geralmente são lançados filmes para toda a família, e o estúdio queria dar ao público de terror algo para ver durante um período em que nenhum filme de terror seria lançado. Ele estreou no número quatro com US $ 6,4 milhões, o que levou o estúdio a acreditar que o filme havia fracassado. No entanto, o boca a boca sobre o filme foi o que o levou ao seu sucesso nas bilheterias. A cada semana, subia ou ficava no mesmo lugar nas bilheterias. No final de sua execução, acabou faturando mais de US $ 100 milhões nas bilheterias dos EUA.

Estas são as regras dos filmes de terror, conforme declaradas no filme:
1. Você não sobreviverá se fizer sexo;
2. Você não sobreviverá se beber ou usar drogas;
3. Você não sobreviverá se disser “Volto já”;
4. Todo mundo é suspeito.

Duas regras adicionais vêm do assassino:
5. Você não sobreviverá se perguntar “Quem está aí?”;
6. Você não sobreviverá se for investigar um ruído estranho.

Continue Lendo

curiosidades

Qual dos 7 Pecados Te Representa?

Gula, Inveja, Luxúria, Soberba, Preguiça, Avareza ou Ira. Descubra qual Pecado te representa!

Todos nós praticamos algum pecado, mas qual você mais comete na sua vida? Faça o nosso mais novo quiz e descubra qual dos 7 pecados capitais te representa! Não esqueça de printar o resultado e postar nas redes usando @trilhadomedo.

E aí, qual seu maior pecado?
Continue Lendo
Advertisement

Hype do momento