Cola na gente

Cinema

Rebecca Ferguson assume roubos no set de ‘Doutor Sono’

Rebecca Ferguson interpreta Rose Cartola, um ser sobrenatural que caça crianças para garantir sua quase imortalidade.

Adaptação da sequência ‘Doutor Sono’, de Stephen King, e uma sequência do filme de 1980 de Stanley Kubrick, ‘O Iluminado’. Para garantir uma sequência fiel, o diretor Mike Flanagan, ordenou que grande parte do Hotel Overlook visto no filme de Kubrick fosse cuidadosamente recriado para seu filme, até mesmo páginas nas quais o personagem de Jack Nicholson, o pai Jack Torrance, digita repetidamente a frase “All work and no play makes Jack a dull boy”.

Ferguson comentou em uma entrevista para EW, como foi entrar neste mundo:

“Ah, absolutamente fenomenal”, diz Rebecca, que trabalhou nos filmes ‘O Rei do Show’ e os dois últimos ‘Missão Impossível’.

“Quero dizer, eles reconstruíram, eles tinham as plantas da cenografia de Kubrick. Fui para o set e meio que sorri de uma maneira muito estranha e peculiar. Quando entrei no grande salão com a máquina de escrever e fiquei ao lado dela, me senti muito boba.”

Ferguson estava tão apaixonada pelo cenário do Overlook que decidiu pegar uma lembrança – ou algumas lembrancinhas.

“Eu roubei!”, Diz ela, com alegria. “Eu roubei cinco dos papéis onde diz: ‘[Todo o trabalho e sem diversão].’ Eu roubei cinco deles, os enquadrei e os coloquei na minha parede em casa!”

No elenco de ‘Doutor Sono’ que já está em cartaz, Ewan McGregor, Kyliegh Curran e Jacob Tremblay estrelam junto com Rebecca Ferguson.

Cinema

“Skull: A Máscara de Anhangá” chega às telas brasileiras com exibição na TV e plataformas digitais.

No próximo fim de semana o filme “Skull: A Máscara de Anhangá” chega às telas brasileiras com exibição no Canal Brasil e estreia nacional em plataformas digitais.

O filme estreia no dia 28 de Outubro em plataformas digitais e no Canal Brasil compondo o Cineterror em 30 de Outubro à 1h10. Lançado nos EUA como “A Shudder Original”, foi distribuído em mais de 10 países e destaque na mídia internacional.

O slasher místico foi destaque em diversas mídias, como o The Guardian que o considerou como “Um masterclass em carnificina”, o site Gizmodo chamou o filme de “Um prazer para os fãs de filmes Splatter”, a revista Variety o classificou como um “Mergulhado no Gore”, The Wall Street Journal o citou como “Um filme Splatter sem limites”, e a revista Fangoria alertou “Skull: A Máscara de Anhangá é NSFW AF”.

Sinopse: Após décadas desaparecido, um artefato místico conhecido como “A Máscara de Anhangá” ressurge na metrópole de São Paulo. A máscara possui o imenso poder de encarnar uma entidade milenar. A policial Beatriz Obdias e o herdeiro da guarda do artefato, Manco Ramirez são arrastados para o rastro de terror e sangue deixado pela Máscara.

Direção e roteiro de Armando Fonseca e Kapel Furman. Estrelando Natallia Rodrigues, Ricardo Gelli, Ivo Müller e Wilton Andrade. O longa ganhou diversos prêmios, dentre eles o de Melhor Atriz e Melhor Direção de Arte no Festival de Cinema de Caruaru, e Melhor Direção e Melhores Efeitos Especiais pela ACCRJ no Festival Rio Fantastik, além de ser nomeado para Melhores Efeitos Gore pelo prestigiado festival Fright Fest (Reino Unido).

Ricardo Gelli em Skull A Máscara de Anhangá poster tdm
Ricardo Gelli em Skull A Máscara de Anhangá imagens tdm

Skull A Máscara de Anhangá imagens tdm

“Skull: A Máscara de Anhangá” chega às telas brasileiras com exibição na TV e plataformas digitais.

Natallia Rodrigues em Skull A Máscara de Anhangá imagens tdm

Continue Lendo

 

Agora voce pode ajudar a trilha do medo

Trilha do Medo no Facebook

Podcast

Hype do momento