Cola na gente

Notícias

Realidade Cruel contra Mulheres é mostrada em “Bom Dia, Verônica” da Netflix

“Bom Dia, Verônica” é uma obra literária nacional que ganhou adaptação pela Netflix e tem estreia marcada para dia 1º de outubro. A pergunta que vou responder pra você é… A série está tão boa quanto o livro? Descubra abaixo!

“Verônica Torres tem um trabalho burocrático na Delegacia de Homicídios de São Paulo. Após presenciar um suicídio, alguns traumas do passado vêm à tona. Na mesma semana, ela recebe um telefonema anônimo de uma mulher desesperada, com a vida em perigo. Determinada, ele decide usar toda sua habilidade investigativa para mergulhar nos casos das duas mulheres: a jovem suicida enganada por um golpista na internet e a esposa subjugada pelo marido, um inteligente serial killer. Ao se aprofundar nas investigações, Verônica encara um mundo perverso, que põe em risco sua família e sua própria existência.”

Tive a oportunidade de ler o livro em 2018 e infelizmente a minha “boa memória” não me permite lembrar detalhes para comentar o que achei da adaptação, mas o que pude notar é que o início da série tem uma mudança de algo bem marcante, que não chega a alterar nada no enredo, mas particularmente eu prefiro como está no livro. Você que leu vai saber do que estou falando, já pra quem apenas assistiu é uma cena bem marcante na delegacia logo no início do primeiro episódio.

Raphael Montes e Ilana Casoy escreveram e também produziram a série, e posso adiantar que eles fizeram um trabalho incrível. Porém, quando se trata de qualquer tipo de produção nacional o público brasileiro sempre pesa a mão na hora de criticar e qualquer detalhe que não agrade é motivo para desmerecer um trabalho. E aqui os detalhes que podem gerar um incomodo não atrapalham o ótimo desenvolvimento narrativo.

Atuações são o que sempre diferem de produções estrangeiras, pois estamos ouvindo nossa língua materna, qualquer frase que soe como algo decorado ou que tenha um exagero estranho que não condiz muito com a situação e fica aquele clima de frase de efeito, desagrada e muito. E em “Bom Dia, Verônica” temos atuações que conseguem evocar o desconforto, a preocupação e até mesmo uma tensão, tudo no bom sentido. Tainá Müller interpreta uma Verônica poderosa que é de tirar o chapéu. Quando descobri que o Eduardo Moscovis seria o Brandão, fiquei com uma pulga atrás da orelha, mas ele conseguiu mexer com meu íntimo nos primeiros episódios! E o que dizer de Camila Morgado que interpreta Janete, uma personagem cheia de problemas, onde Morgado transmite suas inseguranças logo em suas primeiras cenas, é fácil sentir o medo dela só pelo olhar.

Dois detalhes que incomodaram foram a trilha sonora e o desenrolar acelerado de algumas cenas. Algumas músicas, principalmente durante investigações poderiam ser mais obscuras para causar uma tensão maior, que não é o caso. E podemos notar que correram com algumas cenas, conversas que sofrem um corte depois de 2, 4 frases e pula pra outra interação. Isso faz com que a série se torne mais dinâmica, sem dúvida, mas também impede que sintamos mais empatia pelo que tal personagem está passando naquele momento exato. Mas ainda assim “Bom Dia, Verônica” consegue manter uma qualidade incrível, com uma paleta de cores bonitas, fotografia que deixa São Paulo uma cidade totalmente cinematográfica e sobre a história nem preciso comentar.

Os casos são intensos, as críticas sobre machismo, corrupção, e o quão as mulheres são violadas pela sociedade é de doer. É uma realidade cruel sobre o que as mulheres são forçadas a enfrentar todos os dias. São mais de 30 casos de estupros por dia apenas em São Paulo, como é citado na série.

Outra coisa muito boa usada nos primeiros episódios foram os cliffhanger que te deixa com muita vontade de continuar assistindo os próximos episódios pra saber o que vai acontecer, um recurso que anda muito em falta nas séries!

Se você gosta de séries criminais e investigação, “Bom Dia Verônica” com certeza vai te agradar. Até você que não é muito fã do gênero pode acabar curtindo a série.

O livro “Bom Dia, Verônica” foi lançado pela Darkside Books, se você tem interesse em adquiri-lo aqui está o link. E assista a série aqui.

Cinema

Criador de ‘Luke Cage’ e Jay-Z produzem thriller “Forty Acres” para Netflix

O thriller “Forty Acres” está sendo adaptado em longa-metragem para a Netflix com produção do rapper, empresário e produtor Jay-Z, e roteiro escrito por Cheo Hodari Coker, criador da série “Luke Cage”, de acordo com o site Deadline.

“Forty Acres” é um romance do escritor Dwayne Alexander Smith publicado em 2014, que instiga reflexões em como pensamos sobre a escravidão e seu legado nos dias atuais.

Sobre o livro:
“Martin Gray, um advogado negro inteligente e talentoso que trabalha em uma loja no Queens, faz amizade com um grupo de alguns dos homens negros mais poderosos, ricos e estimados da América do Norte. Ele fica deslumbrado com o que eles conquistaram e parecem pensar que ele tem potencial para ser tão bem-sucedido quanto eles. Então eles o convidam para um fim de semana longe de tudo – sem esposas, sem telefones celulares, sem falar de negócios. Mas longe de casa e isolado de todos que ama, ele descobre um segredo perturbador que desafia algumas de suas convicções mais profundas…

Martin descobre que seus novos amigos brilhantes fazem parte de uma sociedade secreta dedicada à preservação da instituição da escravidão – mas, desta vez, os homens negros são chamados de “Mestre”. Juntar-se a eles parece garantir um futuro sem limites; repreendê-los quase certamente garante sua morte. Preso em um mundo imaginário perfeito que abriga uma realidade assustadora, Martin deve encontrar uma saída que lhe permitirá permanecer vivo sem se tornar a mesma coisa que ele odeia.”

Além de Jay-Z, o filme também é produzido por James Lassiter, Aaron Kaplan da Kapital Entertainment com Niles Kirchner e Bill Strauss.

Continue Lendo

Cinema

Só Filmes de Natal? Confira os Lançamentos de Dezembro na Netflix

O último mês de dois mil e vish Maria e as estreias da Netflix – Será que só teremos Papai Noel e romances clichês com parentes descobrindo o valor de uma família em meio a luzes coloridas e a neve branca? E a resposta é… NÃO! Amém!

A Netflix tem muitas séries, filmes e documentários pesadíssimos chegando no mês que tudo é colorido e bonito. Claro, está cheio de séries e filmes natalinos também, mas no meio do “ho, ho ho” temos a última temporada de “O Mundo Sombrio de Sabrina”, “Sweet Home” com um rapaz enfrentando monstros; Documentários sobre crimes, casos arquivados e muito mais. Confira a lista completa dos lançamentos de dezembro de 2020 da Netflix:

SÉRIES

O Mundo Sombrio de Sabrina – Parte 4 (31/12/2020)
A série reinventa a origem e as aventuras de Sabrina, Aprendiz de Feiticeira, em uma história de amadurecimento que combina horror, ocultismo e, é claro, bruxaria. Ao longo dos oito episódios da Parte 4, o coven precisa enfrentar várias ameaças terríveis, derrotando uma por uma até chegar à batalha final.

Alice in Borderland (10/12/2020)
Um jovem obcecado por videogames se vê em uma estranha versão de Tóquio, na qual ele e outros visitantes devem competir em jogos mortais para sobreviver.


Detention (5/12/2020)
Traições e um encontro paranormal mudam a vida de uma garota que descobre segredos perturbadores sobre sua escola, localizada em uma região remota.

A Desordem que Ficou (11/12/2020)
Após ficar sabendo de uma morte suspeita no novo colégio onde trabalha, uma professora teme ser a próxima vítima.

Sweet Home (18/12/2020)
Monstros selvagens aterrorizam e ameaçam a humanidade, e um adolescente problemático é a única esperança de sobrevivência do bairro.

Bridgerton (25/12/2020)
Selena: A Série (4/12/2020)
Big Mouth: Temporada 4 (4/12/2020)
O Preço da Perfeição (14/12/2020)
Por Trás Daquele Som: Volume 2 (15/12/2020)
Professor Iglesias: Parte 3 (8/12/2020)
DC’s Legends of Tomorrow: Temporada 5 (29/12/2020)
Vikings: Temporada 6 (31/12/2020)
Como Acabar com o Natal: O Casamento (16/12/2020)
Filmes que Marcam Época: Natal (1/12/2020)
Namorado de Natal: Temporada 2 (18/12/2020)

 

FILMES


O Céu da Meia-Noite (23/12/2020)
Esta história pós-apocalíptica acompanha Augustine (George Clooney), um cientista solitário no Ártico que precisa impedir uma equipe de astronautas liderada por Sully (Felicity Jones) de voltar do espaço depois de uma misteriosa catástrofe global. Clooney também dirige esta adaptação do aclamado romance Good Morning, Midnight, de Lily Brooks-Dalton. O elenco traz David Oyelowo, Kyle Chandler, Demián Bichir e Tiffany Boone.


Liga da Justiça (15/12/2020)
Batman (Ben Affleck) forma um grupo de super-heróis com a Mulher-Maravilha (Gal Gadot), Aquaman (Jason Momoa), Flash (Ezra Miller) e Ciborgue (Ray Fisher) para enfrentar inimigos terríveis.

O Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro (1/12/2020)
O Homem-Aranha (Andrew Garfield) luta contra Rino (Paul Giamatti) e Electro (Jamie Foxx) e tenta cumprir sua promessa de manter Gwen Stacy (Emma Stone) fora de sua vida perigosa.

No Limite do Amanhã (1/12/2020)
Preso em um loop temporal, Bill Cage (Tom Cruise) revive repetidamente o momento de sua morte. A única saída é sobreviver e derrotar os invasores extraterrestres.

300: A Ascensão do Império (1/12/2020)
Nos acontecimentos que antecedem 300, o deus Xerxes (Rodrigo Santoro) volta para comandar o exército persa e invadir a Grécia.

Quando Ninguém Vê (10/12/2020)
Pamela ganha um antigo teatro de marionetes de presente de aniversário. De repente, um dos bonecos ganha vida e promete revelar segredos misteriosos.

A Primeira Noite de Crime (23/12/2020)
Um traficante tenta sobreviver a uma noite de delinquência no bairro onde mora e acaba despertando sua consciência política.

A Chegada (31/12/2020)
Uma linguista (Amy Adams) procura uma forma de se comunicar com alienígenas que chegaram à Terra e acaba descobrindo uma conexão que pode mudar sua vida e a humanidade.

Os 12 Macacos (31/12/2020)
No ano 2035, um prisioneiro viaja no tempo para descobrir a origem de um vírus mortal que dizimou a população décadas antes. Com Brad Pitt e Bruce Willis

Mad Max: Estrada da Fúria (01/12/2020)
Em um mundo pós-apocalíptico, Max (Tom Hardy) ajuda uma mulher rebelde e um grupo de prisioneiras a escapar de um líder tirano e encontrar um lugar para viver.

Tudo Bem No Natal Que Vem (3/12/2020)
MANK (4/12/2020)
A Festa de Formatura (11/12/2020)
A Voz Suprema do Blues (18/12/2020)
Duas por Uma (16/12/2020)
Polícia e Ladrão (28/12/2020)
Bombay Rose (4/12/2020)
A Incrível História da Ilha das Rosas (9/12/2020)
Canvas (11/12/2020)
Duelo no Asfalto (26/12/2020)
Seu Nome Gravado em Mim (23/12/2020)
Difícil de Matar (1/12/2020)
Arranha-Céu: Coragem Sem Limite (9/12/2020)
Entre Abelhas (31/12/2020)
Vestido pra Casar (31/12/2020)
Tatuagem (7/12/2020)
O Juiz (1/12/2020)
O Segredo: Ouse Sonhar (2/12/2020)
Amor em Little Italy (27/12/2020)
O Diário de Bridget Jones (31/12/2020)
Divã (06/12/2020)
Tim Maia (15/12/2020)
Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo (25/12/2020)
Febre do Rato (25/12/2020)
O Presente de Natal de Angela (1/12/2020)
Natal Sob Fogo Cruzado (4/12/2020)
Divergente (1/12/2020)
A Série Divergente: Convergente – Parte 1 (1/12/2020)
A Série Divergente: Insurgente (1/12/2020)

 

DOCUMENTÁRIOS E ESPECIAIS

O Estripador (16/12/2020)
Investigadores e testemunhas lembram como uma versão moderna de Jack, o Estripador, aterrorizou o norte da Inglaterra no final dos anos 1970.

Segredos de Estado: Temporadas 1 e 2 (1/12/2020)
Esta série explora os segredos das lendas dos Estados Unidos, como as portas indestrutíveis do Fort Knox e os símbolos ritualísticos dos maçons. A segunda temporada gira em torno de organizações como a Ku Klux Klan, a Máfia e os Hells Angels, além de mistérios como o Pé Grande, alienígenas e muito mais.

Casos Arquivados – Clássicos: Temporada 1 (1/12/2020)
Em busca de justiça, um grupo de detetives usa a ciência forense e a psicologia para analisar crimes antigos que nunca foram resolvidos.

Emicida: AmarElo – É Tudo Pra Ontem (8/12/2020)
Anitta: Made in Honório (16/12/2020)
O Melhor do Stand-Up 2020 (31/12/2020)
Cirurgiões Inovadores (9/12/2020)
Vozes que Inspiram (11/12/2020)
A Maldição de Oak Island: Temporada 4 (1/12/2020)

 

CRIANÇAS E FAMÍLIA

Super Monstros: Ajudando o Papai Noel (8/12/2020)
Quando o Papai Noel precisa de ajuda para preparar todos os presentes, os Super Monstros dão uma mãozinha e um pouco de magia monstruosa para entregar tudo a tempo!

O Ônibus Mágico Decola Novamente: O Fuso Confuso (26/12/2020)
A Professora Frizzle e a turma voltam no tempo, hora a hora, para salvar seu querido ônibus na véspera de Ano-Novo mais longa de todos os tempos!

Gasparzinho, o Fantasminha Camarada (31/12/2020)
Um médico especialista em fantasmas é contratado para expulsar espíritos de uma mansão. O problema? Um deles é o fantasminha mais camarada do pedaço.

Capitão Cueca – Feliz Meganatal (4/12/2020)
Ashley Garcia: A de Amor: Natal (9/12/2020)
Velozes & Furiosos – Espiões do Asfalto: Temporada 3: Saara (26/12/2020)
Go! Go! Cory Carson: Temporada 3 (26/12/2020)
O Natal do Zé Coleta (11/12/2020)
Mighty Express: Natal a Todo Vapor (5/12/2020)
Chico Bon Bon – A Maior Festa do Ano (3/12/2020)
Spirit – Cavalgando Livre: Cavalgue com a Gente (8/12/2020)
The Big Show Show: Natal (9/12/2020)
Luccas Neto em: Um Natal Muito Atrapalhado (15/12/2020)
A Estrela de Belém (1/12/2020)
Shaun, o Carneiro: As Lhamas do Fazendeiro (22/12/2020)
Tom e Jerry: o Filme (3/12/2020)
DC Super Hero Girls: Temporada 1 (6/12/2020)
Os Flintstones – o Filme (31/12/2020)

 

ANIME


Transformers: War For Cybertron Trilogy: Capítulo 2: O nascer da Terra (30/12/2020)

Em busca de respostas nas profundezas do espaço, Optimus Prime e os Autobots encontram seus criadores, que acabam sendo adversários piores do que os Decepticons.

 

Não pode reclamar esse ano que só tem filme de Natal na Netflix hein!

Continue Lendo

Trilha do Medo no Facebook

As Melhores Trilhas Sonoras de filmes de Terror

Ouça nossa playlist de filmes de terror / séries no Spotify com um montão de trilhas sonoras:

Hype do momento