Cola na gente

baseado em fatos reais

[FATOS REAIS] Robert, o Boneco Amaldiçoado

Essa aterrorizante história da vida real, que inspirou o filme “Brinquedo Assassino” (Child’s Play – 1988), teve início em 1896 na cidade de  Key West, Flórida, quando uma empregada praticante de vodu, descontente com seus patrões resolveu fazer algo para se vingar.

Deu de presente ao filho do casal, Robert Eugene Gene, um boneco de 1m de altura e recheado de palha. Tinha um rosto humanizado e se tornou muito adorado pelo menino. Gene decidiu chama-lo por Robert, seu primeiro nome.

O boneco se tornou companhia inseparável de Gene. Seu pai costumava ouví-lo constantemente falando com o boneco. Isso seria normal, se os pais não ouvissem o menino respondendo a si mesmo com uma voz completamente diferente da sua.

Coisas estranhas começaram a acontecer. Vizinhos diziam ver Robert, o boneco, aparecer de janela em janela, quando a família estava fora de casa. Gene começou a culpar Robert quando algo errado acontecia. Seus pais diziam ouvir risos do boneco e podiam jurar ver o vulto de Robert correndo pela casa.

Gene começou a ter pesadelos e acordar gritando. Quando seus pais entravam no quarto encontravam-o bagunçado, com móveis virados, com o menino encolhido com medo e o boneco nos pés da cama sentado. “Foi o Robert!” – dizia Gene, apavorado. O boneco foi colocado no sótão e ficou lá por muitos anos.


Robert, o Boneco Assombrado

Quando os pais de Gene morreram ele redescobriu Robert no sótão. O poder de Robert sobre Gene era forte e no momento em que Gene pôs os olhos em Robert, sua influência pode ser sentida novamente. A esposa de Gene sentia-se desconfortável com o boneco. Um dia cansou-se do olhar incomodo do boneco e o colocou novamente no sótão. Gene ficou chateado e exigiu que Robert tivesse um quarto só para ele, de onde pudesse ver a rua pela janela. Ele colocou o boneco em um quarto, próximo a janela. Pouco depois a sanidade de Gene começou a ser questionada.

Os cidadãos de Key West ouviram falar de Robert e sua maldade. Muitos diziam ver Robert na janela rindo deles quando passavam pela casa. Crianças evitavam passar perto da casa com medo do olhar maligno de Robert.

Gene, disse que certa vez ao visitar Robert em seu quarto, encontrou-o na cadeira de balanço com raiva de seu quarto. Isso fez com que Gene se enchesse de Robert e coloca-lo de volta no sótão, mas o boneco tinha outros planos. Visitantes diziam ouvir passos indo e vindo no sótão e estranhas risadas, o que fez após um tempo as visitas cessarem na casa.


Robert em exposição no Museu de Key West.

Gene morreu em 1972 e a casa foi vendida à uma outra família e o conto de Robert foi esquecido. Mas Robert esperou pacientemente até ser novamente redescoberto no sótão pela filha de 10 anos dos novos proprietários da casa. Pouco tempo depois a menina começou a se queixar que Robert a torturava e infernizava sua vida. Mesmo após 30 anos ela continua a afirmar que “O boneco estava vivo e queria matá-la”.

Robert, ainda vestido com sua roupa branca de marinheiro vive confortavelmente, ainda que bem guardado, no Museu Fort East Martello em Key West. Funcionários do museu continuam a relatar que Robert ainda faz seus velhos truques até os dias de hoje.

Advertisement
Clique para comentar

baseado em fatos reais

Próximo filme baseado em uma história real que vai te chocar

E depois das aventuras do casal Warren nos filmes Invocação do Mal, a Warner continua apostando suas produções em outros filmes de terror baseados em histórias macabras e realmente arrepiantes. The Wolves at the Door, ainda sem título em português promete arrepiar sua espinha, trazendo um massacre real que aconteceu no de 1969.

“Quatro amigos se reúnem em uma elegante casa durante o verão do amor de 1969. Sem o conhecimento deles, os visitantes mortais estão esperando lá fora. O que começa como uma festa de despedida simples se transforma em uma noite de terror, os intrusos começam a perseguir os visitantes que lutam por suas vidas contra o que parece ser um ataque sem sentido.” Direção de John R. Leonetti e roteiro de Gary Dauberman, ambos trabalharam no filme Annabelle. No elenco Katie Cassidy como Sharon Tate, Elizabeth Henstridge, Jane Kaczmarek e também Adam Campbell.

O filme ainda não tem data de estreia para os cinemas.

Continue Lendo

A Marca do Medo

Assista ao 3º trailer de “A Marca do Medo” (The Quiet Ones)


Um professor de física pergunta a seus alunos o que são fantasmas, e se é possível provar que eles existem. Como ninguém consegue responder à pergunta, ele decide reunir uma equipe e fazer um experimento, provocando a aparição de seres sobrenaturais para registrar o fenômeno em fotografias.

Dos mesmos produtores de “A Mulher de Preto” e “Deixe-me Entrar”, “inspirado em fatos reais, “The Quiet Ones” conta a história de um professor pouco convencional, que usa métodos controversos e leva seus melhores alunos para fora da sala de aula com intuito de realizar uma experiência perigosa: a criação de um poltergeist. Com base na teoria de que a atividade paranormal é causado pela energia negativa humana, os cientistas desonestos realizam uma série de testes em uma jovem paciente, empurrando-a para a beira da sanidade. Como coisas assustadoras começam a acontecer com conseqüências chocantes e terríveis, o grupo rapidamente percebe que desencadearam uma força mais terrível do que eles jamais poderiam ter imaginado.”

Com direção de John Pogue que também escreveu o roteiro inspirado em fatos reais ao lado de Craig Rosenberg e Oren Moverman, com base no roteiro de Tom de Ville. O longa é estrelado por Jared Harris (Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras), Sam Claflin (Jogos Vorazes: Em Chamas) e Olivia Cooke da série “Bates Motel”.

“The Quiet Ones” tem estreia está prevista para 25 de abril de 2014 nos EUA e 10 de julho do Brasil.

Continue Lendo

A Marca do Medo

“The Quiet Ones” tem mais uma cena divulgada


John Pogue comanda na direção e escreveu o roteiro inspirado em fatos reais ao lado de Craig Rosenberg e Oren Moverman, com base no roteiro de Tom de Ville. O longa é estrelado por Jared Harris (Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras), Sam Claflin (Jogos Vorazes: Em Chamas) e Olivia Cooke da série “Bates Motel”.

Dos mesmos produtores de “A Mulher de Preto” e “Deixe-me Entrar”, “inspirado em fatos reais, “The Quiet Ones” conta a história de um professor pouco convencional, que usa métodos controversos e leva seus melhores alunos para fora da sala de aula com intuito de realizar uma experiência perigosa: a criação de um poltergeist. Com base na teoria de que a atividade paranormal é causado pela energia negativa humana, os cientistas desonestos realizam uma série de testes em uma jovem paciente, empurrando-a para a beira da sanidade. Como coisas assustadoras começam a acontecer com conseqüências chocantes e terríveis, o grupo rapidamente percebe que desencadearam uma força mais terrível do que eles jamais poderiam ter imaginado.”

“The Quiet Ones” tem estreia está prevista para 25 de abril de 2014 nos EUA e 10 de julho no Brasil.

TV spot

Continue Lendo
Advertisement

Hype do momento