Cola na gente

literatura dark

“Crimes Vitorianos Macabros” Revela as realidades terríveis de crimes reais na era vitoriana

Em Crimes Vitorianos Macabros, os renomados historiadores Kate Clarke, M.W. Oldridge, Neil R.A. Bell e Trevor Bond, revelam as realidades terríveis desse aspecto da vida vitoriana, oferecendo um perfil não apenas dos criminosos e suas vítimas, mas também de policiais, cientistas forenses e outros que mergulharam nas densas sombras do século XIX. Obra de referência única, o livro é uma leitura certa para todos que se interessam por crimes reais, repleta de indicações e recomendações para quem deseja se aprofundar na atmosfera misteriosa e macabra do período.

Poucas coisas evocam mais a Grã-Bretanha da era vitoriana do que seus criminosos. Junto com as ferrovias, os lampiões a gás e a névoa constante, eles são ingredientes vitais em qualquer narrativa que procure retratar o período. A verdade, no entanto, era com frequência mais estranha, emocionante e assustadora do que a ficção.

Crimes notórios — o assassinato de Road Hill, o mistério de Balham e Jack, o Estripador — se somam aos casos esquecidos e negligenciados. A obra apresenta histórias chocantes e aterrorizantes e expõe também os horrores do cotidiano da época, em relatos impressionantes e contundentes. Entre eles, temos o de Amelia Dyer, a “criadora de bebês” que anunciava um lar amoroso a bebês indesejados, mas os matava impiedosamente, e a história de Mary Anne Cotton, que envenenou vários maridos, filhos e outros parentes a fim de obter o dinheiro do seguro de suas mortes. Outro caso notável é o de James “Babbacombe” Lee, condenado por matar seu empregador. Ele sobreviveu a três tentativas de enforcamento e escapou em liberdade. Entre os carrascos do período, destacam-se James Berry (que tentou executar Lee sem sucesso), Thomas Calcraft e William Marwood.

Embora vista hoje como uma época violenta, a era vitoriana registrou poucas tentativas de assassinato de personalidades. Apesar de alguns atentados contra a rainha Vitória durante seu longo reinado, ela nunca chegou sequer a ser ferida. A única vítima realmente ilustre foi Edward Drummond, secretário do primeiro-ministro Robert Peel. O livro também fala sobre Charles Dickens, talvez o maior escritor de ficção policial da época; e sobre o triste episódio da lendária Dorset Street, no East End, apelidada como “a pior rua de Londres” devido à sua história de superlotação, abuso de álcool, prostituição, violência doméstica e assassinatos.

DarkSide Books

Você Gosta de Ler sobre Crimes? Então temos 3 Novidades Para Você

Para os amantes das histórias de crimes tanto reais quanto ficcionais a Darkside Books vem com 3 super novidades, prepare-se!


Os Bons Companheiros

O primeiro livro explora uma Máfia que ganhou um filme dirigido por Martin Scorsese nos anos 90. ‘Os Bons Companheiros’, livro de não ficção escrito por Nicholas Pileggi, publicado originalmente em 1985. Conta a história de Henry Hill, nascido no Brooklyn, em Nova York, com mãe de origem siciliana e pai de descendência irlandesa, que já aos doze anos passa a integrar uma gangue de mafiosos da vizinhança como garoto de recados. Pileggi reconstrói a vida e trajetória de Hill com o bando controlado pela família Lucchese — considerada a mais poderosa das cinco famílias mafiosas originais da cidade — em detalhes fascinantes e brutais, em uma narrativa permeada de violência, loucuras, golpes e seu conhecido código de honra.

Saiba mais aqui ou então compre o livro que já está em pré-venda.

H. H. Holmes: Maligno — O assassino da cidade branca

Muito tempo atrás já existiam assassinos em série aterrorizando as pessoas, na segunda metade do século 19, nos Estados Unidos existiu um homem possivelmente responsável por centenas de mortes. Herman Webster Mudgett, mais conhecido pelo nome de dr. Henry Howard Holmes. Leia mais sobre no Darkblog e se você já quer garantir o livro acesse aqui.

Psicopata Americano

Sim!!! Um novo selo da Darkside Books vai trazer os mais famosos crimes da ficção, Crime Scene® Fiction. E para puxar a fila Patrick Bateman foi o escolhido!

Jovem, bonito, bem-nascido com boa educação, ele trabalha em um conhecido banco de investimentos em Wall Street, enquanto passa as noites entre jantares, boates e festa particulares, regadas com todos os aditivos inerentes ao lado mais sombrio da vida noturna de Nova York no final dos anos 1980. Bateman, porém, tem alguns segredos bem guardados. Por trás da fachada de normalidade, possui o instinto de um serial killer, com toda a torpeza, degradação, asco e repulsa que um psicopata consegue provocar.

O livro original teve um lançamento conturbado e cheio de polêmicas. A editora Simon & Schuster, desistiu de publicar a obra no final de 1990, um mês antes de sua chegada às livrarias, mencionado sua brutalidade e violência. O livro chegou a ser publicado no início de 1991 pela editora Vintage, tornando-se um best-seller instantâneo e polêmico. Seu autor Bret Easton Ellis recebeu ameaças de morte. A turnê de lançamento foi cancelada. Organizações feministas defenderam o boicote à obra pela misoginia e violência contra mulheres. Livrarias se recusaram a vender a obra. Saiba mais acessando aqui e compre agora na pré-venda clicando aqui.

 

Tá rolando também a PROMOÇÃO EU INVESTIGADOR:

Na compra de 2 livros da seleção especial**, ganhe uma carteirinha DLI;

Na compra de 3 livros da seleção especial**, ganhe uma carteirinha DLI + caderno de anotações Investigador + FRETE GRÁTIS;

Na compra de 4 livros da seleção especial**, ganhe uma carteirinha DLI + caderno de anotações Investigador + Bolsa Térmica DLI + FRETE GRÁTIS.

Acesse aqui para ver mais sobre a promoção!

E se você perdeu uma das últimas mega novidades da Darkside Books. Conheça o 1º Prêmio Machado Darkside acessando aqui.

Continue Lendo

 

Agora voce pode ajudar a trilha do medo

Trilha do Medo no Facebook

Podcast

Hype do momento