Cola na gente

Cinema

Gaspar Noé cita cineasta brasileiro e curiosidades do polêmico ‘Climax’

O diretor Gaspar Noé marcou presença no Brasil para falar sobre seu novo filme, ‘Climax’, que foi gravado em apenas 15 dias, e toda a pré e pós produção duraram 4 meses de trabalho.

Noé comentou que o ritmo de gravação foi muito bom, porque o filme ficou mais barato para produzir. Utilizando vários planos sequências, muitos bailarinos e menos atores tão conhecidos, barateou toda a produção. A filmagem foi conduzida em ordem cronológica, o roteiro bem curto e muitos diálogos improvisados.

“Dirigir um filme é como uma montanha russa” – comentou Gaspar.

A cena mais difícil em nível de atuação foi com uma personagem grávida. Ele adorou as atuações nessa parte. Um contorcionista foi contratado de uma maneira bem peculiar: Eles viram em um canal de TV na África, entraram em contato pelo facebook e o convidaram para o filme.

Nina McNelly que já trabalhou com Rihanna, Sia, Christina Aguilera, MØ, ficou responsável pela coreografia e também por ajudar a selecionar os dançarinos. Cada personagem tinha seu estilo de dança. Gaspar contou que o tipo de dança mostrado no longa hipnotiza ele. “Eu vejo o filme como um psicose/paranoia coletiva e quis registrar isso.”

Porque escolheram danças para representar a história?
Gaspar: “A história original não se passa envolvendo danças, existem pouquíssimos registros sobre o que aconteceu de verdade. Eu decidi usar a música porque gosto muito desse estilo. Esse tipo de batida e quando as pessoas estão dançando, é algo hipnotizante, não consigo não olhar e não ficar de queixo caído.”

Como eram feita as cenas de dança, tinha músicas nas gravações?
Era complicado, porque se usassem uma música com direitos e não conseguissem os direitos na finalização, seria um grande problema. E também por causa dos ruídos que os atores faziam durante as performances, ele queria captar o som e atrapalhava. Durante algumas cenas que eram apenas danças, uma música eletrônica foi utilizada sem os agudos e alguns outros tons, deixando apenas o grave, e os dançarinos dançavam ao som das batidas. A coreografa McNelly dava as coordenadas e auxiliava cada um com seu estilo de dança.

“Eu não gosto de música contemporânea, clássica, eu gosto desse tipo de música”

Gaspar Noé também citou Zé do Caixão e diz gostar dos trabalhos dele: “…é uma representação divertida da realidade, e é o que eu também busco produzir sempre” – por isso Noé se identifica com o cinema do Mojica.

Gaspar citou que não gosta do cinema convencional, com iluminação estratégica, e prefere algo mais realista. Ele citou que seu filme tem muitas cores quentes, porque quando pensa em algo, são essas cores que vem no seu pensamento, e assim ele se identifica na hora de construir, é algo pessoal, não é nenhum tipo de psicologia das cores.

Quer saber mais sobre Climax, entre aqui. O filme estreia essa semana, dia 31 de janeiro.

Agradecimento especial ao Rafael da Hipnóticos Filmes e Analu do Terror de Quinta pelo apoio à matéria. E Imovision pelo convite para a coletiva.

Cinema

Novo suspense da Netflix ‘Fratura’ vai pirar sua cabeça

‘Fratura’ é o que vai acontecer com seu cérebro de tanto mistério neste novo suspense da Netflix.

Dirigido por Brad Anderson e escrito por Alan B. McElroy, ‘Fratura’ tem Sam Worthington, Lily Rabe, Stephen Tobolowsky no elenco.

Após um acidente, Ray Monroe (Sam Worthington) e sua esposa Joanne (Lily Rabe) correm com a filha para um pronto-socorro próximo. A mãe e a menina são levadas para exames e desaparecem, assim como os registros da visita ao hospital. A partir daí, Ray embarca em uma jornada desesperada para encontrar sua família e descobrir o que aconteceu.

De pirar o cabeção, não?!

‘Fratura’ estará disponível na Netlflix dia 11 de outubro.

Continue Lendo

Cinema

‘Sweetheart’ – Perdida em uma ilha com uma criatura assustadora

Esse teaser de 30 segundos vai fazer você querer ver o novo terror da Blumhouse ‘Sweetheart’.

Dirigido por J.D. Dillard e produzido pela Blumhouse ‘Sweetheart’ será uma aposta para um novo recurso da Universal Universal Home Entertainment que será lançado nas plataformas VOD em 22 de outubro de 2019.

Jenn (Kiersey Clemons) se vê completamente sozinha em uma pequena ilha tropical depois que o barco afunda. Durante o dia, cada grama de sua força, astúcia e coragem se esforçam simplesmente para encontrar comida e sobreviver. Mas quando o sol se põe, o pesadelo de Jenn cresce inexoravelmente em um horror, quando uma força malévola chega para perseguir na selva em busca de presas.

Também estrelado por Emory Cohen, Hanna Mangan Lawrence e Andrew Crawford.

Como vamos receber este filme no Brasil ainda não sabemos, ele vai direto para as plataformas digitais, talvez algum streaming no Brasil abocanhe ‘Sweetheart’. Vamos aguardar, estamos bem ansiosos depois deste teaser e vocês? Conta lá no nosso instagram @trilhadomedo

Continue Lendo

Cinema

Elenco formado, conheça as novas ‘Jovens Bruxas’

Zoe Lister-Jones está escrevendo e dirigindo uma nova versão de ‘Jovens Bruxas’ produzido pela Blumhouse. Anunciado recentemente Cailee Spaeny (Círculo de Fogo: A Revolta) agora se juntará a Gideon Adlon (The Society), Lovie Simone (Greenleaf) e Zoey Luna (Pose).

“O original, liderado por Robin Tunney, Fairuza Balk, Neve Campbell, Christine Taylor e Rachel True, seguiu uma recém-chegada em uma escola preparatória católica que se encaixa com um trio de adolescentes que praticam bruxaria e maldições contra aqueles quem as marcam.”

O remake da Blumhouse e Columbia Pictures. Andrew Fleming, que co-escreveu e dirigiu o filme original, está a bordo da produção executiva do remake.

Jason Blum, Douglas Wick e Lucy Fisher estão produzindo.

Continue Lendo

Sorteios e promoções

Sorteios e promoções

Advertisement

Hype do momento